Coro Carpe Diem
Coro Carpe Diem completa 30 anos hoje | Fotos: Divulgação

Itajaí recebe a partir de hoje (20) o XIV Congresso Regional Sul da Federação dos Meninos Cantores do Brasil, com a chegada dos coros de Santa Catarina (Xaxim e Nova Erechim), Rio Grande do Sul (Novo Hamburgo) e Paraná (Campo Largo), além de dois convidados de Minas Gerais (Itabirito e Sete Lagoas). O congresso vai receber cerca de 300 cantores, que farão apresentações em diversos locais da cidade.

Mantendo a tradição da federação nacional, os meninos e meninas cantores ficarão hospedados em casas de famílias em sete bairros diferentes. Manter esta tradição deve proporcionar, além de conforto a estes jovens ao longo de sua estadia, uma integração com a comunidade. A abertura do congresso será amanhã (quinta-feira, 21) com diversas apresentações: às 20 horas o coro infantil Carpe Diem; em seguida o Coro Carpe Diem; apresentações de solo, trio (piano, cello e violino); orquestra de Câmara do Instituto de Música, Canto e Arte de Itajaí (Imcarti); coro e orquestra; e o grande Coro do Congresso, com todos os coros cantando juntos.

No dia seguinte(22), cada um dos coros cantará sozinho e, ao final, cantarão todos juntos. O momento mais esperado do congresso é a noite de sábado (23), quando todos os coros se reunirão às 19h30 para cantar a parte regular da Missa de Encerramento, na Igreja Matriz do Santíssimo Sacramento. No domingo pela manhã os coros se apresentarão nas paróquias dos bairros São Cristóvão, São Vicente, São João e Fazenda.

A rotina dos coralistas que vêm de várias partes do Brasil será intensa, já que todos só terão praticamente três dias para juntar suas vozes e ensaiar as partes da missa que cantarão no sábado. “Todos eles já têm desde o começo do ano as partituras para ensaiarem nas suas cidades as músicas que cantarão em Itajaí, tanto as da missa como as músicas que fecham todas as noites do congresso”, destacou Paulo Sezerino, presidente do Imcarti e maestro do Carpe Diem.

Com colaboração de Rômulo Mafra


Congresso nacional dos meninos cantores, em Itajaí, no ano de 1998
Congresso nacional dos meninos cantores, em Itajaí, no ano de 1998
A ORIGEM DOS MENINOS CANTORES

Tradição da Igreja Católica desde a renovação musical litúrgica pretendida pelo papa São Pio X, em 1902, os “Meninos Cantores”, conhecidos internacionalmente como “Pueri Cantores”, tiveram sua Federação Internacional criada em 1944. A partir de 1995 e 2001 foram realizadas alterações no estatuto da federação, permitindo o ingresso de meninas de até 18 anos nos coros. Já aos meninos é permitido participar até a idade em que puderem cantar. A distinção se faz por questões técnicas musicais, para que haja o contraste das vozes masculinas adultas. Hoje, no Brasil, existem apenas treze coros de meninos cantores, enquanto globalmente são mais de 40 mil cantores em 35 países.

DEIXE UMA RESPOSTA