Passageiros vão ter que se acostumar a chegar mais cedo aos aeroportos

Novas normas valem para todos os aeroportos, incluindo o de Navegantes.

0
104

Novas normas de segurança estão exigindo muita paciência e mais tempo para que os passageiros embarquem em vários aeroportos brasileiros. Isso porque a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) promoveu alterações nos procedimentos de inspeção de bagagem e dos passageiros para reforçar o nível de segurança para os Jogos Olímpicos. As mudanças começaram em meados de julho, mas devem continuar em vigor mesmo após o final das Olimpíadas.

A agência emitiu uma nota recomendando que os passageiros cheguem com duas horas de antecedência para o embarque em voos nacionais e internacionais. Na nota oficial, pediu “àqueles que embarcarem com notebooks, retirarem antecipadamente esses equipamentos da bagagem de mão, assim como cintos, relógios e objetos metálicos antes da passagem pelo pórtico (raios X), para colaborar para que o processo seja feito com mais celeridade”.

Mudanças geraram filas

A grande mudança foi a adoção, em voos locais, de procedimentos que já eram utilizados nos voos internacionais, como a revista física de passageiros e inspeção manual de bagagens de mão. Ambas as medidas devem ser feitas por amostragem aleatória e podem restringir o embarque do passageiro que se negar a passar pelo procedimento. “É uma medida para garantir a segurança dos passageiros e de seus familiares”, explica o gerente de operações da Anac, Marcelo Lima.

Nos primeiros dias de implementação das novas regras, as filas nos aeroportos foram grandes e geraram revolta de alguns dos usuários, que estavam acostumados com mais agilidade no embarque. “Foram observados impactos específicos em alguns terminais, com maior reflexo no aeroporto de Congonhas (SP). O órgão regulador está em contato com o operador aeroportuário a fim de identificar problemas e soluções a serem implementadas. A agência lamenta o incômodo observado hoje em alguns terminais e pede a compreensão dos passageiros impactados”, observou a Anac na nota oficial.

DEIXE UMA RESPOSTA