Celesc lança projeto que oferece eletrodomésticos pela metade do preço

0
110

A CELESC deu início a quarta edição do projeto Bônus Eficiente Linha Eletrodomésticos em parceria com as lojas Colombo. Desde a semana passada os consumidores podem fazer a troca de freezers, geladeiras e aparelhos de ar-condicionado pela metade do preço em mais de 40 lojas da rede Colombo em SC até o encerramento dos estoques. Cada consumidor adimplente com a companhia tem direito a fazer a troca de um equipamento por unidade consumidora, sendo que os aparelhos usados devem ter mais de cinco anos de fabricação e não conter o selo Procel de energia. Além de receber um desconto de 50%, o cliente poderá parcelar o valor da compra em até seis vezes, sem juros, no cartão de crédito.

Rede de ajuda

A compra inclui o direito a trocar até cinco lâmpadas fluorescentes ou incandescentes por novas de LED. Além disso, para efetivar a transação, o comprador precisa fazer uma contribuição de R$ 50. A previsão da Celesc é arrecadar cerca de R$ 385 mil, que serão doados para o CEPON, hospital especializado em pacientes com câncer em Florianópolis.

Marcas e modelos

Ao todo são 7,7 mil eletrodomésticos da marca Consul destinados para o projeto Bônus Eficiente – sendo 4,2 mil refrigeradores divididos em três opções com capacidade entre 300 litros e 405 litros; 1,5 mil freezers de modelo vertical com 231 litros; além de 2 mil condicionadores de ar split quente/frio de 9mil Btu’s, que poderão ser substituídos pelos antigos “de janela”.

O objetivo do programa é melhorar a eficiência energética e, consequentemente, reduzir o consumo de energia nas residências catarinenses”, afirma o gerente de projetos da Celesc, Mário César Machado Junior. Ele reforça que os aparelhos antigos serão encaminhados para o processo de manufatura reversa, com destinação final adequada de cada componente, seja para reciclagem, reaproveitamento ou descarte.

Resultados expressivos

A Celesc realiza o Bônus Eficiente Linha Eletrodomésticos desde 2013 e, nas três edições concluídas, já substituiu cerca de 80 mil eletrodomésticos e mais de 458 mil lâmpadas em 104 mil residências. Ao todo, mais de 400 mil catarinenses foram beneficiados com um investimento superior a R$ 65,6 milhões. A contrapartida dos consumidores também ajudou diversas instituições do estado, com aproximadamente R$ 3,7 milhões arrecadados e doados para entidades sociais.

A energia economizada nas últimas três edições do projeto equivalente a 60.112,07 MWh/ano e daria para abastecer 250 mil residências durante um ano, quantidade relativa ao município de Brusque, por exemplo.

DEIXE UMA RESPOSTA