Depoimento corajoso mostra favorecimento a parente do vice-prefeito

3
108

Itajaí – A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga a gestão da Fundação Municipal de Esporte e Lazer está prestes a concluir os trabalhos. Na última semana o depoimento do pai de um atleta causou alvoroço e comprovou que, ao menos no que se refere à natação, os escândalos descritos no dossiê são verdadeiros. Num depoimento corajoso, Mauro Albuquerque revelou que apesar do filho ser recordista na natação e um dos jovens atletas mais premiados da cidade, ganha quase um terço do valor recebido pelo sobrinho do vice-prefeito, que até o ano passado nem competia e muito menos recebia bolsa.

“Nunca medalhou nem pontuou, vai nadar, participa, mas não pontua. Nada contra a pessoa, mas é incrível que no primeiro ano de bolsa já ganha R$ 11 mil. O que o meu filho ganhou nos três anos de bolsa não chega a essa quantia”, afirmou.

As declarações contundentes do pai confirmaram o que diz o dossiê. Atletas com bom desempenho e resultados em competições estaduais, são preteridos por atletas que têm relação de parentesco ou amizade com membros do alto escalão do governo municipal, ou por jovens que precisam auxiliar os projetos esportivos em troca da bolsa.

Segundo a testemunha, jovens não federados ganham mais de R$ 4 mil de bolsa atleta por ano – o que contradiz o que prevê o decreto que estabelece os critérios para que se possa receber o bolsa atleta. “O atleta fica desmotivado”, pontuou o pai.

O pai do jovem nadador medalhista e recordista nos Joguinhos Abertos, diz que acompanha a CPI e que se fez presente para que a verdade prevalecesse. “O que mais me deixou indignado foi quando o Fábio (ex-superintendente da FMEL) veio aqui, que eu vi na TV, e falou que só ficou sabendo através do dossiê. Mentira! Não é verdade. A verdade é que ele soube por mim (em junho) e se prontificou a resolver na semana seguinte”, revelou o pai.

“Pode ser que tenha retaliação? Paciência. Daí ele (atleta) vai nadar por outra cidade, porque ele tem capacidade e quem tem capacidade não tem que ter medo. Tem que ter medo quem é incompetente”, disse o pai.

Diante das afirmações que expuseram mais nomes a serem investigados, o depoimento do ex-superintendente Fábio Rezes (PR) foi transferido para próxima reunião da CPI, que está agendada para amanhã (30).

3 Comentários

  1. Em Itajaí assim como em todo o resto da aldeia tupiniquim , sempre existiram pessoas como o VICE-PREFEITO DE ITAJAÍ… que transformaram os cargos públicos de confiança em EMPREGO VITALICIO, UMA HORA OCUPAM UMA CADEIRA NA ÁREA DE SAÚDE, DAQUI A POUCO ESTÃO NA CADEIRA DE OBRAS E POR AI VAI… é um verdadeiro festival de favores… Um Sr que hoje ocupa um cargo publico e é presidente de um partido.. me disse uma vez que tinha 40 mil eleitores certos … e eu pensei… até aqui tem esta de voto de cabresto? o Brasil em certas coisas é igual…porque este tipo de controle eleitoral eu achei que só
    existia no nordeste.. mas dai colocar sobrinho…. ganhando fortunas… POR ISSO NÃO SOBRA DINHEIRO PARA A EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA… o velo lobo tirou a pele vermelha… mas continua uivando na mesma nota que antes…. pobre povo de itajaí… apanha e não aprende.

  2. Em Itajaí assim como em todo o resto da aldeia tupiniquim , sempre existiram pessoas como o VICE-PREFEITO DE ITAJAÍ… que transformaram os cargos públicos de confiança em EMPREGO VITALICIO, UMA HORA OCUPAM UMA CADEIRA NA ÁREA DE SAÚDE, DAQUI A POUCO ESTÃO NA CADEIRA DE OBRAS E POR AI VAI… é um verdadeiro festival de favores… Um Sr que hoje ocupa um cargo publico e é presidente de um partido.. me disse uma vez que tinha 40 mil eleitores certos … e eu pensei… até aqui tem esta de voto de cabresto? o Brasil em certas coisas é igual…porque este tipo de controle eleitoral eu achei que só
    existia no nordeste.. mas dai colocar sobrinho…. ganhando fortunas… POR ISSO NÃO SOBRA DINHEIRO PARA A EDUCAÇÃO, SAÚDE E SEGURANÇA… o velo lobo tirou a pele vermelha… mas continua uivando na mesma nota que antes…. pobre povo de itajaí… apanha e não aprende.

DEIXE UMA RESPOSTA